sábado, 28 de fevereiro de 2009

FUNDO ESTADUAL DE CULTURA 2009

Auto Filho, anunciou a verba de R$ 16 milhões para o Fundo Estadual de Cultura de 2009. Pelo menos, 50% desse valor devem ser investidos no Interior


Que em 2009 a Cultura seja levada mais a sério, não apenas como um vetor de desenvolvimento socioeconômico (já se sabe que ela é), mas, igualmente, como expressão viva da identidade do nosso povo, seja aqui no Nordeste, seja em qualquer lugar e como possibilidade de intercâmbio com outras culturas.
A nossa secretária, Danielle Esmeraldo, está de parabéns pelo trabalho que vem desenvolvendo desde 2008, com a abertura de canais de diálogo entre os vários atores do chamado Sistema de Cultura e com a implementação de atividades diversas no Centro Cultural do Araripe.
Boa leitura!

Tânia Peixoto
"O tempo é o meu lugar, o tempo é minha casa."
(Vitor Ramil)

27/02/2009
CEARÁ - Fundo Estadual de Cultura terá R$ 16 mi
Diário do Nordeste - Ícaro Joathan

Autoridades ligadas à cultura no Estado, durante abertura do encontro em Fortaleza (Foto: HAROLDO SABOIA)
Valor foi anunciado a gestores municipais de cultura na abertura de encontro que segue até hoje na Capital

Fortaleza. Gestores municipais de Cultura de todo o Estado estão reunidos, desde ontem pela manhã, no Condomínio Espiritual Uirapuru, em Fortaleza, onde participam da primeira edição do projeto Diálogos da Cultura. No evento, o titular da Secretaria da Cultura do Estado (Secult), Auto Filho, anunciou a verba de R$ 16 milhões para o Fundo Estadual de Cultura de 2009. Pelo menos, 50% desse valor devem ser investidos no Interior.

O encontro, organizado pela Secult, prossegue até hoje à tarde. Na programação do segundo dia de atividades, está prevista a eleição da nova diretoria do Conselho dos Dirigentes Municipais da Cultura (Dicultura) para o biênio 2009/2011. Outro produto das discussões, segundo Auto Filho, deverá ser a elaboração de um calendário regional turístico-cultural — ou pelo menos da minuta do mesmo — para o Ceará, congregando eventos promovidos pelos municípios, Estado e União.

A destinação de R$ 16 milhões para o Fundo Estadual de Cultura representa um aumento em relação aos R$ 14 milhões de 2008, conforme Auto Filho. A verba inclui o montante destinado aos editais de apoio aos projetos oriundos da sociedade civil nas mais diversas áreas culturais, como teatro, dança, cinema, música, artes plásticas, entre outras.

Calendário de eventos
A elaboração do calendário, que deve começar a ser implementado parcialmente no segundo semestre deste ano e integralmente a partir de 2010, ajudará o Estado a aplicar os recursos “de forma mais racional”, segundo o secretário. A idéia é evitar choques e superposições de eventos.

A realização pela primeira vez do Encontro dos Gestores Municipais de Cultura busca alinhar a política cultural do Estado com a dos municípios cearenses. No primeiro dia, foram apresentados projetos e programas desenvolvidos pela Secult. Hoje, haverá maior espaço para reivindicações dos representantes municipais.

Um dos tópicos reforçados por Filho é a necessidade de os municípios constituírem, por completo, o Sistema Municipal de Cultura, estrutura prevista dentro do Sistema Nacional de Cultura. Para isso, as prefeituras devem criar uma secretaria ou fundação municipal de cultura, um conselho municipal de cultura e um fundo municipal de cultura, para captar recursos para o setor.

Atualmente, apenas 90 municípios cearenses têm o sistema local implantado. “A cultura é vetor de desenvolvimento socioeconômico. Defendemos que o município também invista, e não só a União e o Estado”, cobra o secretário. A partir de 2010, o Governo Estadual priorizará as transferências voluntárias de recursos para as prefeituras que tiverem o sistema completo implantado.

Na opinião da secretária de Cultura do Crato, Danielle Esmeraldo, a parceria com o Estado ajudará a manter e fortalecer a cultura regional, principalmente por meio do aporte de recursos financeiros, a maior dificuldades para as prefeituras do Interior, segundo ela. “Esse estreitamento é muito importante para que o Estado possa reconhecer o potencial e as dificuldades dos municípios para revitalizar e resgatar nossa cultura”, avalia.

Quanto ao sistema municipal, Danielle diz que, além da secretaria, já tem as leis do conselho e do fundo municipal prontas, faltando apenas a implantação efetiva.

Mais informações:
Projeto Diálogos da Cultura
Encontro de Gestores Municipais da Cultura do Ceará
Secretaria da Cultura do Estado
(85) 3101.6791

http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=617844

COLABORAÇÃO TÂNIA PEIXOTO

2 comentários:

A.Morais disse...

Muito bem. Se a Ponta da Serra já fosse municipio ia receber o seu quinhão.

A.Morais disse...

Estou aguardando os dados do casamento de gabriel de Morais Rego. Mande para Moraisenair@hotmail.com