segunda-feira, 27 de junho de 2016

MATÉRIAS SOBRE O VEREADOR DÁRCIO LUIZ DE SOUSA BIOGRAFIA

Dárcio Luiz de Sousa é natural de Farias Brito. Filho de Pedro Luiz Sobrinho e Maria Amélia de Sousa. Casado com Maria Nair de Oliveira Sousa, tiveram dois filhos; Dárcio Luiz de Sousa Júnior e João Pedro de Sousa.
Dárcio Luiz, descobriu a sua vocação política por incentivo do seu tio Raimundo de Sousa Sobrinho, que atuou como vereador na legislatura  nos anos de 1973/1976, com uma votação de 623 votos.
Ao ingressar na vida pública aos trinta anos de idade, Dárcio tem um recorde político invejável; o de nunca ter perdido uma eleição, tornando-se  um vencedor em todas as que se submeteu. Recorde esse que Dárcio atribuí a população do Distrito de Dom Quintino, seu reduto eleitoral, como forma de reconhecimento aos serviços ali prestados aquela comunidade.
Sempre atuante no Poder Legislativo, Dárcio Luiz, teve seu primeiro mandato nos anos de 1976/1982 ,pela antiga ARENA. Reeleito nos anos de 1983/1988, ocupou no Biênio 1983/1985 a Vice-Presidência da Casa. 
Novamente eleito para o mandato de 1989/1992. Continuou a sua carreira política no mandato de 1993/1996, tornando-se membro da Comissão de Finanças e Orçamento Para o Biênio 1993/1994. Sempre com experiência política foi reeleito para o quadriênio 1997/2000 com uma votação de 767 votos pela legenda PPB e foi também Membro da Comissão de Finanças e  Orçamento, biênio 1997 á 1998. Em 2001 eleito pela coligação PSC/PRTB  com 886 votos atuou de forma convincente junto a sua comunidade até o ano de 2004.
De 2005 á 2008 eleito pela Coligação PSDB/PSL/PFL com  1233 votos, foi integrante  da Comissão de Justiça, Finanças e Orçamento Biênio 2005 á 2006,como também líder do prefeito no quadriênio eleito.

Eleito para o seu 8º. Mandato consecutivo, Dárcio Luiz, obteve 1686 votos pela coligação  PSDB/PSL/PFL, para o quadriênio 2009/2012, elegendo-se pela bancada Vice-Presidente para o biênio 2009/2010. ( FONTE SITE DA CÂMARA MUNICPAL DO CRATO).




MATÉRIA DO DIÁRIO DO NORDESTE
HÁ 36 ANOS ININTERRUPTOS , DÁRCIO DE SOUSA ESTÁ NA POLÍTICA
Crato Historicamente conhecida como berço de lideranças de autonomia política e por suas manifestações por ideais republicanos, a cidade do Crato obtêm destaque no Estado do Ceará. Mas, em um ponto específico, o município se diferencia por um fato peculiar. Entre os governantes atuais, está um vereador eleito, consecutivamente, por 36 anos ininterruptos. Aos 65 anos de idade, Dárcio Luiz de Sousa, afiliado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), ocupa um acento na Câmara de Vereadores. Ele já está em seu nono mandato representando o distrito de Dom Quintino.

Pautado pelo compromisso com a população, durante o período parlamentar, Dárcio Luiz acredita ter contribuído para o desenvolvimento do distrito onde nasceu. A localidade, até hoje, enfrenta diversos problemas sociais, entre os quais estão a falta de calçamento, saneamento e abastecimento de água. A carência de empregos que possam gerar renda para os moradores também é um agravante. A população atual ultrapassa os seis mil habitantes.

Na última eleição, Dárcio Luiz concorreu com mais de 200 candidatos. Ao todo, ele conseguiu 1.239 votos e alcançou o 7º lugar entre os mais bem votados. Desde quando iniciou sua carreira política, ainda em 1977, o parlamentar sonhou em promover a educação no município. Para isso, ele lutou pela construção e instalação de um colégio.



 ...

LEMBRANÇAS DAS FESTAS DE DOM QUINTINO NA MINHA INFÂNCIA



POR EDVAL CIRILO

O percurso a Pé de 6 quilômetros. Os pontos de referências: morada  de Chico Jacinto, Zeca Biliu, Nestor, José Chico, Valentim, Casarão dos Chico, Seu Aurélio, Casa de João Luiz, o compra fiado e casa de Cícero Luiz. Era o início do passeio de automóvel que terminava em frente à capela.
Havia um barracão no meio da rua onde se realizava a parte social da festa e feira. Lembrança dos salões de dança.Lembrança dos carrosséis em especial, o de seu Leonel. Lembranças dos jogos e bancas de miçangas que tomava toda a rua.
Lembrança dos motéis de lonas no beco do cemitério com prostitutas vindo de Juazeiro.
Lembrança do comércio de atacado  e varejo, que era grande. Lembrança da família que  nos acolhia, Antonio de Souza e Dona Júlia. Lembranças de uma paquera, hoje, viúva. Lembrança da família Dionízio que cuidava da liturgia. Lembrança do povo em geral que tanto venerava e venera São Sebastião. Saudades e votos de um feliz natal e ano novo pata todos, em especial, as missionárias, as duas Zildenes, Tica, Suely, Carlas Ísis  e os coroinhas Cicinho e Izaque ,e em especial, para Luzia pela sua  pureza e santidade. São os votos de Edval e Nair da família Cirilo Grude.

            Ponta da Serra, 25 de dezembro de 2008

HISTÓRICO DE DOM QUINTINO (DISTRITO )



Origem: O distrito de Dom Quintino foi criado com a denominação de Ipueras, por Lei Estadual de 09 de julho de 1906, embora não conste do quadro da Divisão o território de 1911, mas faz parte dos distritos de Crato, em 1920, e nas divisões posteriores. O decreto Nº 448 de 20 de dezembro de 1938, mudou-lhe o nome para Dom Quintino, em homenagem ao primeiro bispo da Diocese do Crato e tirou-lhe parte do território para formar o novo Distrito de Santa Fé. A lei Nº 6.696 DE 18 de outubro de 1963, elevou este distrito à categoria de Município e a sede à cidade, conforme o Diário Oficial do Estado de 22 de outubro do mesmo ano. Este ato não chegou a produzir efeito, visto que a Lei 8.339, de 14 de dezembro de 1965, revogou a lei que provera o Distrito a Município.
Um dos primeiros habitantes de Dom Quintino foi o Senhor Raimundo Nonato de Sousa, mais conhecido como Coronel Raimundo Chico, filho de Francisco de Souza Costa e Roza Brazilina de Lima. Nasceu aos 05 de maio de 1861 em Ipueras, depois São Sebastião, atualmente Dom Quintino. Foi o Coronel Raimundo Chico quem doou as terras para a construção das primeiras casas em Dom Quintino. Igualmente doou o terreno para o cemitério desta comunidade. Sendo particularmente dotado de bens materiais, o Coronel Raimundo Chico era também possuidor de qualidades inegavelmente inestimável. Este ilustre filho de tão saudosa memória foi um líder da comunidade de Dom Quintino, tendo falecido em 17 de dezembro de 1932.
Segundo documentos, aos 21 de janeiro de 1896, os casais Manoel de Souza Martins E Raimunda Maria da Conceição e José de Souza Martins e Josefa Umbelina de Macedo, doaram o terreno para o patrimônio da capela de São Sebastião de Ipueiras, hoje, dom Quintino. A atual capela foi construída em 1967, pelo Sr. Joaquim de Sousa Brasil, que também foi um grande líder da comunidade.
O Posto de Saúde de D. Quintino foi construído em 1970 na gestão do prefeito Dr. Humberto Macário de Brito, tendo sido mudado, em 1999, oficialmente, para Posto de Saúde José Wellington de Souza.
Pelo último Censo que se tem informações, de 2000, sua população era 2617 habitantes, (1326 homens e 1291 mulheres) (IBGE Censo 2000 (SIDRA).
O Cartório do Registro Civil foi instalado em 06 de junho de 1941, tendo como primeiro escrivão Celso de Souza Martins, como Juiz de Paz José Bezerra Filho.
O primeiro grupo escolar foi construído em 1953, em um terreno doado por Pedro Luiz de Oliveira, tendo como primeira professora a Sra. Neli Maria de Oliveira. Registrado como Escola de 1º Grau Rural de D. Quintino, teve seu nome mudado em 1996 para Ginásio Raimundo Nonato de Souza, tendo como professora à época, a Sra. Maria Darci Loiola de Alencar.
A Creche Comunitária Raimundo de Souza Sobrinho foi construída em 1994 no governo de Ciro Gomes, por intermédio da Associação de Desenvolvimento Comunitário de D. Quintino, que tinha como presidente o Sr. Francisco Pereira de Andrade.

FONTE: DESPERTAR, PONTA DA SERRA, AGOSTO DE 2000 P. 3

sexta-feira, 3 de junho de 2016

VICENTE JOSÉ DE LIMA ( NA FOTO COM A ESPOSA ANUNCIADA RIBEIRO





Os Correia Lima ( Paulino Correia) e os Lima do Juá de Baixo e da sede de Ponta da Serra tem como tronco em comum MANUEL JOAQUIM JUNIOR, popularmente conhecido por YOYÔ ( o mesmo da Pedra Yoyô)que foi casado duas. Do primeiro casamento realizado em 23.05.1882 com Paulina Josefa do Sacramento, gerou os Correia Lima ou Paulino Correia, do João Paulino Correia e outros; do segundo com  Marcolina  Maria da Conceição ou de lima ( da família Limaverde da Fábrica em Santa Fé) em 19.08.1882 gerou os Lima ( Vicente José de Lima, Raimundo José de Lima e Joaquim José de Lima).
Aqui procuraremos dar um destaque para Vicente Lima e ainda na década de 1940 foi dono de uma loja de tecidos neste sobradinho construído por ele e que ainda hoje encontra-se em pé( ver foto). Era o pai de Geraldo Lima, uma das figuras mais conhecida na comunidade de Ponta da Serra e região, e que vem demonstrando grande disposição e enfrentando as dificuldades da terceira idade com muito vigor, e há poucos dias se submeteu a uma cirurgia, mas que não se deixou abater, e veja só na imagem ele dando suas pedaladas pelas ruas da futura cidade.
Vicente Lima hoje é nome de rua na sede do Distrito de Ponta da Serra, no Loteamento Santa Rita( veja foto).

Falecido ainda no final da década de 1940, sua viúva Anunciada Ribeiro  e filhos se mudaram para Fortaleza e  de pois para o Rio de Janeiro e lá construíram uma grande prole.

terça-feira, 29 de março de 2016

Inauguração do Lar Pastoral São João Vianey





Aconteceu nas primeiras horas da noite desta segunda feira (28/03) a inauguração do Lar Pastoral São João Vianney localizado à rua  Professora Yayá na sede de Ponta da Serra.
O referido prédio, o segundo de três pavimentos desta mesma rua e o 4º da Sede, foi construído graças à ideia e  esforços do Mons. João Cartaxo Esmeraldo, sendo  que o primeiro pavimento  servirá de residência para o Padre Paulo, o segundo para hospedagem de visitantes da Paróquia de São José e o terceiro funcionará como espaço para eventos do Grupo de  Jovens  que foram os doadores do terreno para a edificação desta obra.

O evento contou com a participação dos Monsenhores João Bosco e José Honor e alguns padres da Diocese de Crato e fiéis de várias comunidades da região.  



sábado, 12 de março de 2016

O Adeus a Lais esposa de Geraldo Lima da Ponta da Serra

                                                                              Por Antonio Correia Lima 

Maria Lais Correia Lima, nascida em 16.07.1930 casou-se com José Geraldo de Lima, seu primo em segundo grau, em 23.06.1948, com quem teve 20 filhos.
Os dois descendem de Manuel Joaquim Junior, sendo ela do primeiro casamento( bisneta) e ele do segundo( neto).
Após alguns anos de  enfermidade  Lais veio  a  falecer neste dia  10.03.2016, e  foi enterrada no dia 12 no túmulo da família no Cemitério N.S. da Piedade na cidade do Crato  onde estão enterrados seus pais Antonio Paulino Correia e Eulina Maria da Conceição ( da família Taveira Chato), e também seus avós paternos João Paulino Correia e Vicência Maria da Conceição ( Yayá). Certamente seus bisavós paternos tenham sido enterrado neste mesmo sepulcro.

Uma de suas características era a cordialidade. E ouvi da minha tia Violêta, sua prima legítima o seguinte : “Laís era uma pessoa muito boa e recebia muito bem as visitas a sua casa”.  

sexta-feira, 11 de março de 2016

Diretoria da SAAEC recebe engenheiros da Secretaria de Recursos Hídricos do Estado para discutir projetos da zona rural do Crato


A diretoria da Sociedade Anônima de Água e Esgoto do Crato (SAAEC) recebeu os engenheiros da Secretaria de Recursos Hídricos do Estado do Ceará (SRH), Márcio Montenegro e Norberto Montezuma, para debater a questão do abastecimento de água da zona rural do Município do Crato. O encontro ocorreu no último dia 3 de março.
Na ocasião, foram debatidas várias ideias com a presidente SAAEC, Janaína Fernandes, que solicitou agilidade em todas as ações, na tentativa de viabilizar a aprovação de projetos para a cidade do Crato, em especial para o Distrito de Ponta da Serra. Janaína ainda falou que tem o grande desejo de, até o fim de sua gestão, elaborar o projeto para suprir as reservas de água, garantindo o abastecimento da população do município.
Os engenheiros disseram que é preocupante a situação dos açudes no Estado do Ceará, e que, depois de anos de estiagem, os reservatórios estão secando. “A situação atual é crítica, para garantir o abastecimento humano, e essa parceria com a SAAEC é fundamental para o andamento das ações que vêm sendo executadas no município do Crato”, finaliza um dos engenheiros da SRH.


RECEBIDO POR E-MAIL DA ASSESSORIA DE IMPRENSA DO MUNICÍPIO DO CRATO