sábado, 7 de fevereiro de 2009

DO SANHAROL PARA A PONTA DA SERRA E DA PONTA DA SERRA PARA O SANHAROL

Conhecí Morais no início da década de 1970, quando ele trabalhava no Bic - Banco Industrial do Cariri e eu, no Bradesco. Depois passamos a ter uma maior aproximação quando estivemos no comércio e , agora, tenho a grata satisfação de estar, neste momento, trocando figurinhas com o dileto amigo - eu no Blog da Ponta da Serrra, ele no Blog do Sanharol. Tomei a liberdade de extrair do Blog do Sanharol a matéria abaixo e ao mesmo tempo disponibilizo ao amigo e a quem possa interessar três documentos transcritos por mim do livros de Casamentos da Freguesia de Crato - Departamento Histórico Diocesano Padre Antonio Gomes.
Espero, dessa forma, dar a minha colaboração para a historiografia da Região do Cariri, e em particular da nossaregião de Ponta da Serra.

Varzea-Alegre-Crato-Laços de familia.

Há uma ligação sanguínea muito grande entre os do Sanharol em Várzea-Alegre e os da Palmeirinha, Malhada e Juá em Crato. Inicialmente dois filhos de Jose Raimundo do Sanharol, em Varzea-Alegre, se casaram com duas filhas de Eufrásio Alves de Brito, do sitio Malhada, em Crato. Vicente Alves Bezerra de quem descende os familiares de Jose Bezerra de Brito, professor Zuza Bezerra, que dar nome ao Ginásio da Ponta da Serra e Gabriel de Morais Rego que do seu primeiro matrimonia nasceu Eufrásia Morais de Brito que se casando do Macário Vieira de Brito deu origem a numerosa e nobre família Macário de Brito. Gabriel de Morais Rego ainda se casou duas vezes e é pai entre outros filhos de Vicente Bilé, Vitorino Bilé que residiam no sitio Malhada e Ana, que residia em Crato e era a genitora de vários filhos entre eles, Jose Murilo Siebra e Raimundo Marconi Siebra. Outra filha de Jose Raimundo do Sanharol, Maria Anacleta de Menezes se casou com Antonio de Brito Correia, do sitio Palmeirinha e dentre seus filhos nasceu Jose Raimundo de Brito que se casou com uma sobrinha de sua mãe de nome Isabel Alves de Morais, de Várzea-Alegre, e desse casamento deu origem a numerosa família Morais de Brito do sitio Juá. Antonio de Brito Correia enviuvou e se casou novamente com Leonarda Bezerra de Menezes, varzealegrense, sobrinha de sua primeira mulher e que foi batizada no dia do seu primeiro casamento. Observem a diferença de idade. Desse casamento nasceram 10 filhos entre eles Pedro Alves de Brito e Joaquim Alves de Brito, o conhecido Duquinco de Brito do sitio Palmeirinha em Crato. Em seguida quatro desses seus filhos se casaram com parentes de Várzea-Alegre, Pedro, Esmelinda, Belinha e Sandola casaram-se com Laura Morais e Silva, Jose Bezerra Mendes, Jose Alves Feitosa Bitu e Jose Raimundo de Menezes respectivamente, todos primos legítimos, entrelaçando mais ainda as duas famílias. Portanto todo aquele Morais Brito é fruto da união do Morais da Várzea-Alegre com o Brito de Crato.

Postado por A. Morais ( BLOG DO SANHAROL)

VEJA MAIS

A. Morais disse...
Antonio de Brito Correia viajou a passeio para sitio Sanharol, em Varzea-Alegre, na companhia do amigo Gabriel de Morais Rego. O Gabriel sugeriu: Antonio voce devia se casar com a minha irmã Tereza. Com a Tereza não, ela está de casamento marcado com Joaquim Alves de Morais, declarou Jose Raimundo, pai do Gabriel. Se ele aceitar a Anacleta terei muito gosto. Antonio de Brito Correia casou com Anacleta Bezerra de Menezes que faleceu bastante jovem. Viuvo,Antonio Brito Correia voltou a Varzea-Alegre e desta feita casou-se com Leonarda Bezerra de Menezes, sobrinha de sua primeira mulher e que se batizou no dia de seu primeiro casamento. Portanto bem mais jovem, deste casamento nasceram 10 filhos e hoje são uma das familias mais numerosas de Crato. FONTE ; blog do sanharoll)



E MAIS

Casamento Religioso Transcrito na Íntegra

Por: Antonio Correia Lima, aluno do VIII semestre do curso de História da Urca
Fonte: Livros de casamentos da Freguesia de Crato
Departamento Histórico Diocesano Padre Gomes



CASAMENTO NA INTEGRA DE ANTONIO DE BRITO CORREIA E SEU FILHO JOSÉ RAIMUNDO DE BRITO


Aos vinte e nove de novembro de mil oitocentos e setenta e seis sem contar impedimento algum de José Alves Bezerra de licença minha cazar os nubentos José Raimundo de Brito e Izabel Morais do Rêgo confessados examinados na doutrina cristã. Forão testemunhas João Alves de Menezes, Antonio Aves de Brito de que para constar mandei fazer este termo a que assigno.

PE. Vicente Ferrer de Pontes – PCO.

Livro 3C – Casamentos - Capela de Várzea Alegre

Aos vinte e nove de novembro de mil oitocentos e setenta e seis sem contar algum de José Alves Bezerra de licença minha cazar os nubentos Antonio de Brito Correia e Leonarda Bezerra do Vale confessados e examinados na doutrina cristã. Forão testemunhas Eufrásio Alves de Brito e Vicente Alves Bezerra de que para constar mandei fazer este termo que assigno.

PE. Vicente Ferrer de Pontes – PCO.

Livro 3C - Casamentos - Capela de Várzea Alegre – CE.

(Transcrição de Antonio Correia Lima, aluno do 8º semestre de História da Urca-Turno Noite)

NOTA: Filho e pai casados no mesmo dia.


CASAMENTO DE VICENTE ALVES BEZERRA COM ISABEL PEREIRA DE MENESES PAIS DO PRF. JOSÉ BIZERRA DE BRITO

Em vinte e cinco de novembro de mil oitocentos sessenta e nove, no sítio Malhada desta freguesia do Crato, em cumprimento da provisão do excelentíssimo bispo diocesano, datada em quatro de setembro deste ano, em casa de Eufrásio Alves Bezerra, em presença das testemunhas Manuel Vieira de Araújo, e Manuel Leandro Bezerra, uni em matrimônio, e dei as bênçãos nupciais a Vicente Alves Bezerra com Isabel Pereira de Meneses, brancos, elle natural e morador da freguesia das Lavras, d’onde apresentou certidão de baptismo, e banhos correntes; e ella e ela desta do Crato dando seo pai licença em banhos, de que (.....) no parentesco de consangüinidade, que se ligam pelo excelentíssimo bispo em quatro de setembro deste mesmo ano, do que para constar, fis este acento em que mi assigno. (Livro 7, f. 39).

Manuel Joaquim Aires do Nascimento - Parocho

NOTA: Isabel era filha do major Eufrásio Alves de Brito proprietário do sítio ou fazenda Ponta da Serra, ainda na primeira metade do século XIX

6 comentários:

A.Morais disse...

Meu caro Antonio Correia Lima.

Agradeço pelos transcritos, de hoje em diante não há mais o perigo de cairem nos escombros do esquecimento. Estão registrados nos arquivos dos Blogs da Ponta da Serra e do Sanharol. O Gabriel de Morais Rego se casou tres vezes, Duas vezes com duas filhas do Eufrasio e uma com uma filha da familia Vilar. Do seu primeiro casamento nasceu Eufrasia Morais de Brito que se casando com Macario Vieira de Brito deu origem a familia Macario de Brito. Do outro casamento nasceram varios filhos, inclusive Vicente e Vitorino Bilé que viveram na Malhada.

Antonio Correia Lima disse...

Amigo Morais, parece que há uma controvérsia: a primeira esposa do Gabriel chamava-se Joaquina Francisca de Brito, filha do Eufrásio e parece-me que a segunda e a terceira é que eram irmãs, mas isso vejo depois, pois, tenho anotado, Depois a gente ver direitinho . Abraços

A.Morais disse...

Atonio.
Voce está certo, a primeira esposa do Gabriel era filha do Eufrasio e a segunda se Chamava Ana Desidere e a terceira era irmã da segunda. Portanto a segunda e a terceira é que eram irmãs.

A.Morais disse...

Antonio.
Houve um equivoco na minha informação primeira sobre o Ganriel de Morais Rego, já corrigido na nova postagem. Informo que postei em Laços de familia a descendencia do Manuel Correia de Brito que era irmão do Antonio Correia de Brito, o velho. Segundo informações foram os pioneiros.

A. Morais disse...

Enlaces Crato – Várzea-Alegre
Antonio ( juntando as informações suas com as minhas fiz um resumo e estou enviando para sua avaliação ).

Esta é uma postagem melhorada de uma anterior. Contem registro de algumas datas encontradas em pesquisas em livros das Paróquias de Várzea-Alegre e Lavras. A ligação sanguínea entre os do sitio Sanharol na Várzea-Alegre e os da Palmeirinha, Malhada e Juá em Crato é muito grande. Inicialmente dois filhos de Jose Raimundo Duarte, do sitio Sanharol em Várzea-Alegre se casaram com duas filhas de Eufrásio Alves de Brito, do sitio Malhada em Crato.
Vicente Alves Bezerra e Isabel Pereira de Menezes se casaram no dia 25.11.1869, na residência de Eufrásio Alves de Brito, no sitio Malhada, o casamento oficiado pelo pároco Manuel Joaquim Aires do Nascimento. Livro 7 - folhas 39. Foram os pais de Jose Bizerra de Brito, professor Zuza Bezerra, uma das maiores personalidades de nossa família e que deu nome ao Ginásio da Ponta da Serra. Gabriel de Morais Rego, irmão de Vicente Alves Bezerra, se casou a primeira vez com Joaquina Francisca de Brito, filha do Eufrásio Alves de Brito. Desse casamento nasceu uma filha, Eufrásia Morais de Brito que se casou com Macário Vieira de Brito de quem descende a numerosa família Macário de Brito. Gabriel de Morais Rego ainda se casou duas vezes, com duas irmãs, e entre os filhos desses casamentos estão: Vicente Bilé, Vitorino Bilé que residiam na Malhada, Ana residente em Crato, Jose, Antonio e Raimunda que residiam em Arneiroz, nos Inhamuns, e Isabel que viveu em Campos Sales.
Depois a Várzea-Alegrense Maria Anacleta de Menezes, irmã do Vicente e do Gabriel se casou com Antonio de Brito Correia, irmão do Eufrásio Alves de Brito, e desse casamento nasceram Jose Baimundo de Brito e Raimunda, conhecida por Mundinha do Boqueirão, casada com Pedro Zacarias de Brito, são os pais de Eufrásia esposa de João Leandro Correia do sitio Rosário em Várzea-Alegre, que viveu em Crato, no sitio Boqueirão.
Com o falecimento precoce de Maria Anacleta de Menezes, Antonio de Brito Correia ficou viúvo. E, no dia 29.11.1876 segundo livro 3C – casamentos, registros da igreja Matriz de São Raimundo se casaram Antonio de Brito Correia e o filho Jose Raimundo de Brito com as irmãs Leonarda Bezerra do Vale e Isabel de Morais Rego respectivamente, filhas de Joaquim Alves de Morais e Teresa Anacleta de Menezes, do sitio Sanharol em Várzea-Alegre. Padre Vicente Ferrer Ponte oficiou os casamentos.
De Antonio de Brito Correia e Leonarda nasceram 10 filhos e quatro deles se casaram com parentes de Várzea-Alegre: Pedro Alves de Brito, se casou com Laura Morais e Silva, Esmilinda se casou com Jose Alves Bezerra Mendes, Bilinha se casou com Jose Alves Feitosa Bitu e Sandola se casou com Jose Raimundo de Menezes.
De Jose Raimundo de Brito e Isabel de Morais Rego descedem todo o pessoal do sitio Juá. Por fim todo Morais, Brito são frutos da união do Morais de Várzea-Alegre com os Brito do Crato. Convém lembrar que a Leonarda, se batizou no dia do primeiro casamento de Antonio Brito Correia com Maria Anacleta de Menezes, tia legitima da Leonarda.

Antonio Correia Lima disse...

Amigo Morais no seu texto tem muitas informações que complementam as minhas. Tenho muitas outras informações sobre essas famílias. Estou aprontando o meu rlatório do estágio final do curso e também um artigo do projeto de pesquisa ( sobre a origem e Povoamento de Ponta da Serra), além da edição de nº 22 do Jornal Ponta da Serra. Na próxima semana vou estar mais livre e aí poderei lhe enviar mais informações