quinta-feira, 22 de julho de 2010

MEMÓRIA FOTOGRÁFICA DA PALMEIRINHA DOS BRITO - POR: ANTONIO CORREIA LIMA















2 comentários:

nino disse...

Ufa! Tenho que respirar, pois mim senti ai andando por esses corredores indo para a olaria de meu pai, Mundola. Que saudade!. Um abraços aos municipis da Cidade (futura)de Ponta da Serra.

Iris Pereira disse...

Por esta vazante eu ia no cavalo corisco do pai Correia correndo feito louca de lá da olaria do tio Jorge até a cerca que dava pra estrada da palmeirinha. Ho! Tanto tempo e não esqueço o vento livre batendo em meu rosto chego a sentir o gosta da água da cacimba onde todos se serviam por ela ser tão pura quantos os meus pensamentos daquela época.Tempo que não volta mais, porém eu com certeza voltarei a minha Ponta da Serra para ajudá-la ser cidade modelo...Ha! Isto quero, posso e farei.
Íris Pereira