domingo, 30 de maio de 2010

Metrô do Cariri entra em operação comercial na segunda (31)

O trecho entre Juazeiro do Norte e Crato tem 13,6 km. Cerca de 1.200 passageiros devem ser transportados por mês

Após seis meses de operação assistida, o Metrô do Cariri entra em operação comercial na segunda-feira (31). O sistema liga os municípios de Juazeiro do Norte e Crato ao longo de 13,6 quilômetros. O Metrô passa a circular de segunda a sexta-feira, das 6 horas às 19 horas; e aos sábados das 6 horas às 14 horas. Aproximadamente 1.200 passageiros devem ser transportados por dia. O valor da passagem é R$ 1,00.

O percurso de Juazeiro do Norte a Crato é feito em 30 minutos. Na operação comercial, serão ao todo 46 viagens por dia de segunda a sexta-feira e 30 viagens aos sábados. O sistema começa a operar com sete estações: Crato, Padre Cícero, Muriti, São José, Antônio Vieira, Teatro e Juazeiro do Norte. A previsão é que a Estação Fátima fique pronta até o fim de junho.

O sistema é operado com dois veículos leves sobre trilhos (VLTs), cada um com dois carros. O equipamento oferece ao usuário conforto e segurança, pois possui ar-condicionado, capacidade para 330 passageiros, sendo 230 em pé e 100 sentados; acentos preferenciais e local destinado a cadeirantes; e comunicação visual e sonora.

O Metrô do Cariri é o primeiro projeto do Governo do Ceará de requalificação do transporte ferroviário de passageiros no Interior do Estado e revitalizou a indústria férrea nacional, que há mais de 30 anos não produzia nenhum vagão no Brasil. O Metrô é um benefício para toda a região do Cariri, pois vai fomentar o desenvolvimento local a partir da ligação de importantes pólos geradores de viagens, como universidades, comércio, escolas, indústrias. O serviço também vai estimular o turismo, que tem um calendário diversificado com atrações como a Exposição Agropecuária do Crato (Expocrato) e as festas religiosas em homenagem a Padre Cícero, em Juazeiro do Norte.

28.05.2010

Assessoria de imprensa do Metrô de Fortaleza
Viviane Lima (3101.7183 ou 8724.2147)

Um comentário:

Iris Pereira disse...

Renovando Objetivos
Bom dia Antonio. Você sempre fala que estou ajudando com meus textos, e eu sempre fico me cobrando mais, que eu poderia fazer mais, mais...Sabe primo, quando eu vim embora do Ceará, foi sempre tentando crescer e um dia voltar em condições independentes, sabe o tempo foi passando, meus objetivos guardados em uma caixa amarrada com elástico e jogada numa velha estante antiga de madeira e cor escura, essa estante eu nunca quis jogá-la fora por ter pertencido a minha mãe, e coloquei em um quarto de dispensa lá no fundo da casa, fazendo limpeza só de vez enquanto. Ontem à noite ouvi um barulho lá no quartinho, deixei pra ver o que se passava por lá só ao acordar pela manhã. Depois do café fui até lá e vi que algum animal deve ter andando por lá e derrubou algumas coisas...Minha caixa estava lá, o elástico arrebentado, meus papeis espalhados pelo chão, alguns até rasgados, abaixei-me com calma e fui juntando todos, mas um chamou minha atenção, o que eu havia escrito todos meus objetivos ao vir pra SP. Sentei numa velha cadeira de balanço e fiquei com aquele papel almaço nas mãos , fiquei pensado se valeria apena ler ou se deveria jogá-lo fora, tomei coragem e li, foi como se desse uma volta no tempo, meus dias, meus meses, meus anos passados, minha alegrias, minhas tristezas, meu sangue já quase todo enterrado aqui nesse lugar onde vim buscar felicidades, realizações e crescimento. Cresci e amadureci quando percebi que quase tudo perdi para conhecer o verdadeiro crescimento. Realizações estou conseguindo lentamente, mas é devagar mesmo não tenho como apressar este lado de minha vida. Felicidades, bom isto é uma coisa que passei a acreditar é uma coisa de momento e não depende só da própria pessoa ou vontade. Porém uma coisa chamou minha atenção: Dentro da folha tinha um desenho, muito mal feito por sinal, de uma casa com varandas e muitas plantas ao redor e uma árvore enorme em frente do lado direito de quem ver a casa de fora...Não consegui segurar e minhas lágrimas caíram, não estou fantasiando e isto mexeu demais comigo, pois este desenho eu fiz quando escrevi meus objetivos em 1985 e lá embaixo do desenho escrevi: Minha casa lá no Ceará que lá ainda irei morar. Não era pra rimar, era pra eu realizar um dia...Lembrei de duas pessoas nesta hora, Você e do Dalcir, não me pergunte porque, nem eu sei explicar. Depois de desabafar e ficar mais calma, tomei uma decisão, rasguei tudo que tinha naquela caixa e não me dando por satisfeita lasquei fogo e fiquei vendo as labaredas subindo e formando coisas que no passado vivi. Queimei não foram meus sonhos, foram apenas papeis que poderiam terem sido ontem destruídos por um animal desconhecido. Refiz meus objetivos e desta vez os guardei num lugar que só eu tenho acesso, a medida que for realizando alguém vai ficar sabendo e os que eu não conseguir não dividirei com ninguém a minha decepção.
Estou escrevendo pra você, porque de repente eu o vejo como alguém que posso dividir um pouco do meu dia, das coisas que acontecem comigo e por você ter dado tanta importância para o que escrevo, esta parte é realmente algo que me valoriza muito e me dar incentivo. Quero mais uma vez agradecer por toda atenção que tem comigo.
Desculpa esta velha emotiva que dificilmente chora, não por achar que os que choram são fracos, mas por já ter chorado demais.
Sua amiga Írismar.