terça-feira, 3 de março de 2009

HINO DA PONTA DA SERRA

Agora você poderá ouvir o nosso HINO OFICIAL entrando no endereço do canal do Podcast "OUVINDO PONTA DASERRA": http://www.podcast1.com.br/blog.php?codigo_canal=4170
Copie e cole


Letra: Antonio Correia Lima
Música: Saulo Amâncio Correia

Surgida de um povo de fé,
Neste nosso torrão brasileiro.
Patrimônio de dois José:
Um santo outro vaqueiro (bis)

Deitada entre serras tu estás,
Coberta neste mando azul do Céu.
Banhada pelas águas do Carás,
Tu tens as nuvens como véu. (bis)

Cantemos com emoção em toda tua glória,
Elevemos bem alto a nossa voz.
Seja teu nome na história,
Motivo de orgulho para nós. (Refrão)

Louvemos a riqueza do teu solo,
No vigor do verde Juazeiro .
Naquele que te serviu de colo,
O nosso resistente marmeleiro. (bis)

És para sempre bendita terra,
Tua grandeza enobrece o Ceará.
Avante!Ponta da Serra,
Tu tens o progresso a te guiar. (bis)





JUSTIFICATIVA


ENTENDENDO O HINO DE PONTA DA SERRA

Primeira Estrofe: Enaltecemos a sua origem simples na figura de um jovem e humilde vaqueiro, José Bernardo Vieira, homem extremamente devoto de São José, que construiu no ano de 1895 uma capelinha ( A Casinha de Oração) em honra do seu santo de fé, dando assim, como iniciado o núcleo primitivo( 25.12.1895, é o marco inicial da povoação) que viria dar origem ao, hoje, distrito de Ponta da Serra.

Segunda Estrofe: Enfocamos a sua localização geográfica, entre as serras do Juá, da Fortuna e de São Pedro, sendo banhada pelas águas do riacho dos Carás( Vale do Carás). Devemos salientar que o solo deste vale é reconhecido pelos estudiosos como um dos mais ricos em todo o Ceará, se transformando, portanto, numa grande fonte de riqueza para a nossa economia. Este vale, também, foi berço das famílias retirantes tangidas pela seca de 1877-79 que aqui aportaram ainda no final do século XIX. Foram, justamente essas famílias que vieram a dar início ao povoamento propriamente dito desta nossa região, tendo algumas delas, se localizado ao redor da citada Casinha de Oração. Dessa formar, surge o marco inicial do núcleo primitivo da povoação de Ponta da Serra.

Terceira Estrofe: Trata-se do refrão, onde procuramos sensibilizar nossos conterrâneos para que estejamos sempre de bandeira erguida em busca de mais e mais glórias para que, assim, possamos nos orgulhar do nosso torrão natal.

Quarta Estrofe: Nesta estrofe procuramos louvar riqueza do nosso solo; a árvore juazeiro que produz o fruto juá, muito abundante no sopé da serra que recebeu este nome e que, conseqüentemente, deu origem ao topônimo “Ponta da Serra”;a árvore marmeleiro, conhecida por todos por mameleiro, também muito abundante nestes tabuleiros onde foi erguida a sede do nosso distrito. Lembremos que foi justamente o nosso resistente marmeleiro o responsável por grande parte do emadeiramento de nossas residências em tempos passados, E é por isso que, desde os tempos remotos, temos um bairro conhecido por mameleiro.

Quinta Estrofe: Aqui realçamos mais uma vez a fé do nosso povo, lembrando as palavras do professor Jurandy Timóteo, “a causa principal do povoamento de Ponta da Serra foi o sentimento religioso”. Por isso é que dizemos: “és para sempre bendita terra”. Reconhecemos nesta estrofe final, o grande surto de desenvolvimento do nosso distrito nos mais diversos setores, principalmente, no educacional. Acreditamos que com o grande progresso que estamos assistindo atualmente em nossa comunidade e seguindo o lema do avante Ponta da Serra, em breve conquistaremos a nossa tão sonhada emancipação política.

NOTA: Tomando por base este último argumento, evitamos fazer alguma referência ao Crato, pois, assim, evitaremos num futuro próximo, modificações nesta letra.

Autor: Antonio Correia Lima - Historiador e Pesquisador, nascido e criado na sede do distrito de Ponta da Serra, aos 06 de novembro de 1951



http://www.podcast1.com.br/blog.php?codigo_canal=4170

Copie e cole este endereço e tenha acesso ao canal de Podcast “Ouvindo Ponta da Serra” e ouça o nosso Hino Oficial.

4 comentários:

A.Morais disse...

Parabens Antonio Correia Lima por tão bela obra de arte.

nelio disse...

Toinho,

Muito bonita a letra do hino.

Só um detalhe: alguns cratenses contrários à emancipação da PS(sou cratense favorável), ficarão enfurecidos ao veem na quarta estrofe o nome de juazeiro(que se colocasse cajarana, manga, pitomba, etc).
Vão dizer que além de deixar o Crato, a Ponta da Serra ainda colocou o nome de Juazeiro no hino.

Abração,
Nélio

Antonio Correia Lima disse...

Amigo Nélio, o nosso hino foi composto em 2007, dentro das comemorações dos 50 anos de criação do distrito e de 40 da Paróquia de São José Operário.
Sei que podemos contar com seu apoio à nossa emancipação, pois, suas raízes estão fincadas no sítio Juá, que tem este nome devido a abundância dessa árvore. Por este mesmo motivo é que a serra também tem este nome( Serra do Juá).
Entendo sua preocupação, mas não podíamos deixar de fazermos referência a esta árvore tão importante para todos nós.
Quanto ao nosso projeto, aguardamos
confiantes o resultado da análise, que está sendo feita pela Comissão de Triagem da Assembléia, que terá ate´o início de junho para dar o parecer final, para que podermos entrar na fase da campanha do plebiscito.
Um forte abraço

cissa siebra disse...

Antonio correia parabéns, o hino é muito belo, como disse o morais, -realmente é um bela obra- vc descreveu perfeitamente, a nossa ponta da serra.