quarta-feira, 10 de novembro de 2010

DADOS GENEALÓGICOS DOS BRITO DA MALHADA EM PONTA DA SERRA - CRATO CE.


OS BRITO DOS SÍTIOS PALMEIRINHA, MALHADA E SÃO BENTO
Por Antonio Correia Lima

Há muito venho pesquisando, objetivando aprofundar ainda mais os dados sobre a origem dos Brito da Malhada, em Ponta da Serra - Crato CE, o berço de quase a totalidade dos dessa numerosa família da Região do Cariri.

Pelas informações colhidas com os familiares, principalmente, com Seu Raimundo Valdevino de Brito , Vicente Joel, D, Francisquinha Morais, D. Augusta Morais, Lisieux de Pedro Brito, Bitonho de Brito, Dalcir Siebra de Brito, e outros. Tanto Seu Raimundo Valdevino como Dalcir, ambos já falecidos, o último, há poucos dias, foram unânimes em afirmarem que os três irmãos, citados abaixo, vieram de Recife.

No momento, o meu desafio como pesquisador é desvendar quem são os ancestrais desses três troncos da família em estudo.

Para tanto, apelo para quem possa ajudar nessa pesquisa, pois, meu objetivo é chegar ao colono que deu origem à família “Brito da Malhada”

Sabemos que existem várias famílias “Brito” espalhada por todo o Brasil, mas a que nos interessa é a que tem por descendentes os três irmãos aqui mencionados: Antonio Correia de Brito, Manuel Correia de Brito e Francisco Correia de Brito

Três irmãos “Brito” Antonio, Manuel e Francisco, oriundos de Recife – PE chegaram nesta nossa região. Dois decidiram ficar aqui nesta localidade e um preferiu se localizar nas proximidades da cidade: ( Versão de Dalcir Brito).
Analisando alguns documentos eclesiásticos da freguesia do Crato referentes ao século XIX, constatei a presença de membros desta família em nossa região nos primórdios deste século, o que vem comprovar que esta família, juntamente com outras, foram os primeiros proprietários a darem início ao processo de povoamento do vale do Carás, em especial, a esta região conhecida desde o Período Colonial por “Ponta da Serra”.


Aprofundando-me nas pesquisas descobri que os três acima citados se referiam às seguintes pessoas:

1 – Antonio Correia de Brito, casado duas vezes, proprietário e morador no sítio Palmeirinha ( depois Palmeirinha dos Brito) Deste promanam os Brito da Palmeirinha e da Malhada;
1. 1-Antonio de Brito Correia (1832 a 1925), casado duas vezes. Em 1ªs núpcias, com Maria Anacleta de Meneses; em 2ª, com Leonarda Bezerra do Vale, em V. Alegre em 29.11.1876;
1. 2-Severiano José de Brito, casado duas vezes. Com Madalena Alves Feitosa, em 13.10.1870; com Eufrásia Alves Feitosa, em 06.02.1881;
1. 3-Miguel Alves de Brito, casado duas vezes. Com Gracinda Perpétua do Amor Divino, em 29.10.1870, com Carmina Alves de Morais, 27.09.1881;
1. 4-Eufrásio Alves de Brito, c.c. Maria Raimunda da Glória.
1. 5-Joaquim Marcelo de Brito, c.c.Benvinda Ferreira da Luz.
NOTA: Só Eufrásio e Antonio Eram irmãos de pai e mãe.

2 – Manuel Correia de Brito proprietário e morador no sítio Malhada. Era o pai de

2.1 – Manuel Antonio de Brito c.c. Bárbara Vieira Rocha, falecida na Malhada em 1º de dezembro de 1855 aos 55 anos de vida. Eram os pais de
2.1.1 - Pedro Vieira de Brito c.c. Isabel Águida de Brito, pais de Macário Vieira de Britoc.c.c Eufrásia de Morais Rêgo, filha de Gabriel de Morais Rêgo e Joaquina Francisca de Brito, filha do major Eufrásio Alves de Brito. Deste casal promanam os Macário de Brito, da Malhada
2.1.2 - Francisco, nascido em 1845
2.1.3 - Alexandre, falecido em 1842

3 - Francisco Correia de Brito, que era o pai de Francisco José de Brito, conhecido por Yoyô de Brito, Uma das figuras representativas de Crato em 1853, quando da sua elevação à categoria de município,proprietário e morador no sítio São Bento, nas proximidades da Cidade de Crato. Casado 3 vezes. Da 1ª, com Vicença Pereira de Menezes, da 2ª, com Raimunda Cândida de Brito e da 3ª, com Ana Catharina de Mendonça (ou Labatut)

LEIA MAIS CLICANDO AQUI > http://familiasprimitivasdepontadaserra.blogspot.com/2009/03/arvore-genealogica-dos-brito-da-malhada.html

Um comentário:

Monica Noronha disse...

Prezado Prof.,

Busco por meus ascendentes. Minha Bisavó materna se chamava Maria Adelia Britto. Casou-se com meu bisavô portugues, João Teixeira Gomes Fonseca. Consta no registro de nascimento de minha avó materna que Maria Adelia Britto era filha de Manoel Antonio Brito e de Vicencia (ou Vicenzia) Hermita de Brito.
Ao lêr sua matéria acerca dos irmãos Brito, me despertou curiosidade a referência de que Manuel Correia de Brito era o pai de Manuel Antonio de Brito, embora o nome de sua esposa no seu registro não coincida com o nome que tenho (Vicencia Hermita de Brito). Mas, um pouco abaixo, ao fazer referência a Francisco Brito há referência ao nome Vicença, que diga-se, não é um nome comum. Enfim, quem sabe possas me ajudar a elucidar minhas origens.


"2 – Manuel Correia de Brito proprietário e morador no sítio Malhada. Era o pai de

2.1 – Manuel Antonio de Brito c.c. Bárbara Vieira Rocha, falecida na Malhada em 1º de dezembro de 1855 aos 55 anos de vida. Eram os pais de
2.1.1 - Pedro Vieira de Brito c.c. Isabel Águida de Brito, pais de Macário Vieira de Britoc.c.c Eufrásia de Morais Rêgo, filha de Gabriel de Morais Rêgo e Joaquina Francisca de Brito, filha do major Eufrásio Alves de Brito. Deste casal promanam os Macário de Brito, da Malhada
2.1.2 - Francisco, nascido em 1845
2.1.3 - Alexandre, falecido em 1842

3 - Francisco Correia de Brito, que era o pai de Francisco José de Brito, conhecido por Yoyô de Brito, Uma das figuras representativas de Crato em 1853, quando da sua elevação à categoria de município,proprietário e morador no sítio São Bento, nas proximidades da Cidade de Crato. Casado 3 vezes. Da 1ª, com Vicença Pereira de Menezes, da 2ª, com Raimunda Cândida de Brito e da 3ª, com Ana Catharina de Mendonça (ou Labatut)"

Desde já agradeço sua preciosa atenção.

Abs.

Monica Noronha
(91) 991148330