segunda-feira, 24 de agosto de 2009

240809 - Avante Ponta da Serra! Emancipação Já!


A população do distrito Ponta da Serra - Crato CE aguarda com grande ansiedade sua emancipação política, que está na dependência do Congresso Nacional em aprovar a PEC 13, que propõe devolver às Assembléias Estaduais a competência de legislarem sobre criação de novos municípios. Veja um pouco da sua história.

“Surgida de um povo de fé
Neste nosso torrão brasileiro
Patrimônio de dois José:
Um santo, outro vaqueiro”

Assim, iniciam os versos do Hino de Ponta da Serra, justificando sua origem. Pois, o marco inicial de sua povoação se deu em 25 de dezembro de 1895, quando da celebração da santa missa inaugural do pequeno oratório erigido pelo jovem vaqueiro, José Bernardo Vieira, em uma tarefa de terra doada pelo seu patrão, o major Eufrásio Alves de Brito, proprietário do sítio ou fazenda Ponta da Serra, durante o século XIX , onde deveria ser construída sua moradia e a do seu santo protetor, São José. A missa inaugural foi celebrada pelo PE Antonio Alexandrino de Alencar, vigário de Crato à época ( 1892 a 1900).
Sua elevação à categoria de distrito se deu pela Lei Estadual de N 3.931 de 26 de novembro de 1957, desmembrando-se dos distritos sede( Crato), Santa Fé e Dom Quintino, quando sua sede contava com pouco mais de cem famílias.
Sua Paróquia, criada em 08.09.1967, teve como seu primeiro vigário, o jovem Padre, recém-ordenado em Roma, Francisco Salatiel de Alencar Barbosa ( 24.09.1967 a 17.04.1968). Hoje, tem-se como pároco, Mons. João Bosco Cartaxo Esmeraldo, desde 24.12.1983.
Atualmente, estima-se uma população superior aos 10.0000 habitantes, haja vista, que pelo senso de 2000 o distrito já contabilizava 8.234 habitantes. Sua sede já ultrapassa a cifra de 700 prédios, onde se destacam muitas construções modernas, tais como belas residências, sobradinhos e prédios de 3 pavimentos.
Deve-se dizer que Ponta da Serra, pela população de 2000 supera, em número de habitantes, 16 velhos municípios cearenses, inclusive, alguns de nossa região( Altaneira, Antonina, Grangeiro e Baixio).
Seu movimento emancipatório teve início entre os anos de 1991/92, através das entidades comunitárias organizadas, à época. No movimento não se destaca nenhuma liderança política local, pois, nessa época, todos eram contrários a esse idéia. Hoje, essas lideranças abraçam essa causa, juntamente, com aqueles que deram o pontapé inicial ao movimento.
Atualmente, comunidade já se encontra muito bem organizada nesse sentido, pois, foi criada em 09.11.2008, a Associação do Movimento Emancipalista de Ponta da Serra, onde já se registraram vários eventos, envolvendo os moradores nessa idéia.
Neste dia 23.08, a AMEPS fará mais uma reunião de sua diretoria, onde será distribuída a primeira edição do Informativo oficial da entidade que tem por título “ O EMANCIPALISTA”. Deve-se também salientar que há meses foi criado o blog do movimento ( http://emancipacaodapontadaserra.blogspot.com/ ), onde estão sendo divulgadas todas as informações que dizem respeito ao tema emancipação política.
Apesar do Senado Federal haver aprovado os critérios para criação de novos municípios, através do Substitutivo ao Projeto de Lei do Senado Nº 98, de 2002 – Complementar, que regulamenta o procedimento para a criação, a incorporação, a fusão e desmembramento de municípios, aguarda-se, ainda, a aprovação da PEC 13 pelo Congresso Nacional, que poderá acontecer a qualquer momento.
Nesse sentido, o movimento está “antenado” com Brasília, através do portal do Senado.

Clique aqui > http://emancipacaodapontadaserra.blogspot.com/ e veja lista de Distribuição do ICMS para os municípios cearenses compatíveis com Ponta da Serra, no exercício de 2008.

Por Antonio Correia Lima

Um comentário:

A.Morais disse...

Antonio.
Estou passando sempre no Ponta da Serra e reconhecendo o seu valor na luta pela emancipação. Só assim, com a emancipação é que teremos renda propria, administração propria, metas voltadas para os principais interesses do municipio e sua gente. Parabens. Mais uma vez.