sexta-feira, 3 de abril de 2009

QUEM DIRIA!

''Esse é o cara'', afirma Obama, sobre Lula
?É o mais popular político do mundo?, diz americano


Andrei Netto, LONDRES

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, revelou ao mundo ter um brother (irmão) no G-20: Luiz Inácio Lula da Silva. A confidência veio à público na tarde de ontem, quando uma conversa informal entre os líderes reunidos na Cúpula de Londres foi captada pela rede de TV britânica BBC: "Eu adoro esse cara!", disse o americano a colegas, após um íntimo aperto de mão com o brasileiro.Obama, ao lado do secretário do Tesouro, Timothy Geithner, e do primeiro-ministro da Austrália, Kevin Rudd, inclinou o corpo e fez amplo, jovial e informal gesto para apertar a mão de Lula. Voltando-se aos colegas, disse: "Esse é o cara! Eu adoro esse cara! É o mais popular político do mundo!" Sem a mesma desinibição, Rudd entrou na brincadeira: "É o mais popular político veterano do mundo". Obama, então, completou: "É porque ele é boa pinta". Durante o diálogo, Lula - que ouviu a tradução pelo intérprete da presidência, Sérgio Ferreira - sorriu. Veiculado nos canais britânicos e internacionais de TV, o diálogo confirmou os rumores que circulavam em Londres: entre os líderes do G-20, Lula foi uma celebridade pop.Os sinais de seu carisma internacional se multiplicaram ao longo da semana. Antes de chegar a Londres, ele foi recebido pelo presidente da França, Nicolas Sarkozy, no Palácio do Eliseu. Juntos, almoçaram e fizeram uma declaração à imprensa em Paris repleta de afagos mútuos. Depois, Lula seguiu para a capital britânica. Sua opção de percorrer os 455 quilômetros que separam Paris de Londres em trem-bala, e não no avião presidencial, provocou elogios do The Guardian, impressionado pela consciência ambiental da delegação brasileira. A reportagem ignorou que o aerolula voou só com a tripulação para pegar a delegação hoje. A badalação em torno de Lula continuou na Inglaterra. Na foto oficial, no Palácio de Buckingham, ele se sentou à esquerda da rainha Elizabeth II. A distinção lhe foi oferecida por ser o mais antigo líder entre os membros do G-20.A série de afagos não deslumbrou Lula, ao menos publicamente. Questionado por jornalistas sobre a intimidade com Obama, minimizou: "A frase do Obama deve ter sido um gesto de gentileza, uma brincadeira. Tenho consciência do meu tamanho, da minha importância e tenho consciência de cada companheiro também." Lula retribuiu as carícias. "O Obama, eu disse a ele, é o primeiro presidente dos EUA que têm a cara da gente. Se você encontra ele, vai pensar que é baiano. Se o encontrar no Rio, vai pensar que é carioca. É o primeiro que é parecido com todo mundo".
FONTE: O ESTADO DE SÃO PAULO

4 comentários:

A.Morais disse...

Antonio.

Num pais com deficiencias graves na educação, Saude de mal a pior, segurança enexistente, saneamento basico nem se fala, este é o cara que vai está a serviço Deles. Mandar dinheiro para o FMI não é chequi: chega a ser idiota. Vaidade tem um preso muito alto e não leva a nada. Os reflexos são demorados mas chegam um dia o efeito é sempre retardado. para os nossos nestos talvez.

A.Morais disse...

Correção: onde se ver chequi leia-se chiqui. Onde se ver nestos, leia-se netos e onde se ver idiota, leia-se idiota mesmo.

Raimundo disse...

Quem diria! Esse é realmente o CARA. E o conceito de IDIOTA cada um tem o seu.

Antonio Correia Lima disse...

Amigo Raimundo, quantas vezes não fomos chamados de "bestas" por tentarmos colocar pro pessoal que o Lula era "o cara" que viria mostrar que "governar é querer".Valeu a pena a nossa luta. Sim Raimundo estou criando um outro blog mais voltado para assuntos gerias, principalmente, politicos, deixando o Blog da Ponta da Serra, exclusivamente, para temas ligados à nossa comunidade. Um forte abraço e obrigado pela visita/comentário.